Criada em 2010, a Maquinal Cia. realiza espetáculos teatrais inspirados em obras clássicas com o objetivo de investigar questões  contemporâneas e desenvolver novas propostas estéticas estabelecendo  diálogos entre o teatro, o ser humano e a sociedade.

DANIEL SOMMERFELD - Diretor

 

Iniciou em 2000 seus trabalhos teatrais em São Paulo com grupo H-rá desenvolvendo pesquisas sobre Constantin Stanislavski e Bertolt Brecht. Em 2003, formou-se pela Faculdade de Comunicação e Artes da Universidade Mackenzie. Atuou em cinco espetáculos do grupo Teatro da Curva e em 2011, cursou História do Teatro na ELT (Escola Livre de Teatro de Santo André). Atuou em diversos espetáculos teatrais, entre eles: “A Cripta de Poe” em parceria com a companhia Teatro del Contagio (Itália) no CCSP (Centro Cultural São Paulo) e “Forever/Never” de Idit Herman (Clipa Theatre - Israel). Em 2016, coordenou o projeto “Arena conta Camus” sobre a obra teatral de Albert Camus no Teatro de Arena Eugênio Kusnet.

MARÍLIA SCARABELLO - Cenógrafa

 

Arquiteta formada pela Universidade Mackenzie, com mestrado pela UNICAMP, estudou Cenografia no Espaço Cenográfico de São Paulo de J.C. Serroni, participando de oficinas e cursos com diversos profissionais, entre eles: Pamela Howard, Telumi Helen e Simone Mina. Ministrou oficinas de cenografias, para a 4ª e 5ª Mostra de Teatro de Jundiaí. Em 2013, realizou na Galeria Fernanda Ferracini Milani a instalação “Em Quadrados”. De 2015 a 2017 coordenou oficinas de cenografia para o Sesc. Foi contemplada pelo Programa Estímulo de Jundiaí com o projeto “O que (eu) vi”, assinou a cenografia dos espetáculos “A Medida do Meu Mundo Sem Você” de Paula Autran e “O Homem que Virou Cão” de Oswaldo Dragún (Teatro MuBE Nova Cultural).

RODRIGO GATERA - Iluminador

 

Iniciou sua carreira em 2002, participando de diversos cursos, oficinas e workshops, com destaque para: “Luz e o Espaço Cênico” com Sebastião Milaré, “Cor e Temperatura” com Nezito Reis e “1° Congresso de Iluminação Cênica” com Guilherme Bonfanti, Ney Bonfanti e Jorge Takla. Entre os trabalhos de destaque estão “Jogos na hora da sesta” de Roma Mahieu, com a direção de Jorge Julião, “Marcelo Marmelo Martelo”, de Ruth Rocha, com a direção de Marcelo Peroni e “As Noivas de Nelson”, de Nelson Rodrigues, com a direção de Marco Antônio Braz. Desde 2015 trabalha para o Sesc Jundiaí na função de Iluminador.

 

DANILO PETRONI - Sonoplasta

 

Estudou na Escola de Música de Jundiaí, Conservatório Dramático e Musical de Tatuí e formou-se em Música Popular e Composição pela UNICAMP com mestrado pela Université de Montréal (Canadá) em violão. É autor da trilha sonora do curta de animação “Transparêcia” (Festival de cinema e animação digital de Gramado) e da trilha sonora original de dança do espetáculo “As Filhas de Bernarda”, coreografado por Luiz Fernando Bongiovanni.

NATHALIA BRUNET - Figurinista

 

Formada em Publicidade, cursou moda e comunicação na London College of Fashion. Seu currículo acumula além da experiência em  Publicidade, trabalhos como stylist de moda. Atualmente, estuda pós-graduação de figurino e cenografia no Centro Universitário Belas Artes de São Paulo. Entre seus trabalhos constam propagandas, séries e curta-metragens.

Amanda Banffy - Atriz

 

Formada em Artes Cênicas pela ECA-USP, participou de cursos com o Teatro da Vertigem, Ariane Mnouchkine (Théâtre du Soleil) e Antunes Filho (CPT). Atuou em diversos filmes, com destaque para "Dois Coelhos" de Afonso Poyart, e espetáculos teatrais, com destaque para “O Jovem Príncipe e a Verdade” de Jean-Claude Carrière sob a direção de Regina Galdino e “Do Amor” de Philippe Minyana sob a direção de Francisco Medeiros, indicado ao Prêmio APCA (melhor diretor) e Aplauso Brasil (melhor elenco).

Dídio Perini – Ator

 

Formou-se pela Escola de Teatro Ewerton de Castro e atuou em diversos espetáculos, entre eles: “Requiém para Plínio Marcos”(2004) sob a direção de Moisés Miastkowsky, “Bingo Teatro” sob a direção de Fábio Torres (2007), “Roxo” sob a direção de Fernanda D’umbra (2007), “Ovelhas que Voam se Perdem no Céu” e “Faroestes” sob a direção de Mário Bortolotto (2007), “Toc Toc” de Lauret Baffie, sob a direção de Alexandre Reinecke (2010 a 2015) e “O Sucesso a Qualquer Preço” (2015) de David Mamet, sob a direção de Alexandre Reinecke.

Grazi Sanches - Atriz

 

Formada em Artes Dramáticas pelo Senac Scipião, Cinema pelo Studio Fátima Toledo, Mímica e expressão corporal – Cia Luis Louis, Artes Circenses e Clown pela Amacio Mazzaropi (Cida Almeida), Escola Livre (núcleo Roberto Freire – Santo André), Teatro Escola Macunaíma. Principais Espetáculos apresentados:“Minha Nossa” (Carlos Alberto Soffredine), “Milagre na cela” (Jorge Andrade), “Otelo”(W. Shakespeare) e “Os Sete Gatinhos” (Nelson Rodrigues).

Igor Kowalewski - Ator

 

Participou de diversos espetáculos, entre eles: “Mata Burro” sob a direção de André Garolli, “Os Crimes de Preto Amaral” sob a direção de Paulo Faria, “A Boa” , “Milagre na Cela”, “O Casal Palavrakis” sob a direção de Reginaldo Nascimento, “Auto da Compadecida” sob a direção de Sebastião Apolonio, “Pedro e Domitila” sob a direção de Ênio Gonçalves e Mara Faustini, “Imperador e Galileu” sob a direção de Sérgio Ferrara, “Vassah - A Dama de Ferro” sob a direção de Alexandre de Mello, “Zoo Story” sob a direção de Luís Louis, “Dois Perdidos Numa Noite Suja” sob a direção de André Garolli e “O Beijo no Asfalto” sob a direção de Marco Antônio Braz. Na Televisão atuou em diversas novelas e no cinema, participou dos filmes “Desmundo” de Alan Fresnot, “Nina” de Heitor Dhália, “Subsolo” de Letícia Dumas, “Marta” de Phillipe Hil, “Ao Sul de Setembro” de Amauri Tangará e “Ouço Passos no Escuro” de Alexandre Gennari.

Javert Monteiro - Ator

 

Iniciou sua carreira teatral em 1974 em Belo Horizonte, onde participou de dezenas de peças teatrais. Em 1986, transferiu-se para São Paulo e integrou o grupo Tapa. Atuou em diversos filmes, novelas, mini-séries e comerciais. Entre os principais espetáculos estão: “Os Pequenos Burgueses”, “Os Justos”, “Calabar”, “Boca de Ouro”, “Galileu Galilei”, “Papa Highirte”, “A Falecida”, “Nossa Cidade”, “O Senhor de Porqueiral”, “Raposas do Café”, “O Avarento”, “Scapino”, “Besame Mucho”, “Tio Vânia”, “A Tempestade”, “Os Jogadores”, “O Veneno do Teatro” e “Os Sete Gatinhos”. Entre os profissionais com quem trabalhou estão: Jota D ́Angelo, Paulo César Bicalho, Walmir José, Pedro Paulo Cava, Reinaldo Maia, Osvaldo Gabrielli, Hugo Coelho, Paula Autran, Mário Bortolotto, Gabriel Villela, Eduardo Tolentino, Marília Pêra, Paulo Drummond, Cacá Rosset, Roberto Lage, Celso Frateschi e Alexandre Reinecke.

Liz Reis - Atriz

 

Iniciou sua carreira em 1992, possui pós graduação em Artes Cênicas na FPA (Faculdade Paulista de Artes) e atualmente cursa pós-graduação em Artes na USP. Atuou nas peças: Cacilda (“3”, “4” e “5”), direção de José Celso Martinez Corrêa, “A pior das Intenções” de Mário Bortolotto, “A Casa”, direção de Rudifran Pompeu; e “Camaradagem”, direção de Eduardo Tolentino (prêmio APCA), “Na Selva das Cidades” de Bertolt Brecht, “La Ronde” de Arthur Schnitzler e “Joana d’Arc” de Schiller. Atuou nos filmes "Haikai Loiro" direção Mauricio Paroni de Castro e Beto Brant, “Coda” de Flavio Baroni, “A casa da praia” de Sandro Casarini e “O vidente do seu coração”, de Regis Valentino.

Rodrigo Biondi - Ator

 

Formado em Artes Cênicas e especializado em História da Arte pela Universidade São Judas Tadeu. Atuou em diversos grupos de pesquisa teatral em São Paulo, entre eles: Grupo Tapa e Grupo Mágico de Teatro. Em 2011, dirigiu o espetáculo teatral “O Rico Avarento” de Ariano Suassuna. Realiza trabalho pedagógico e teatral há dez anos com crianças portadoras de necessidades. Em 2016 atuou no espetáculo inspirado no universo de Carlos Drummond de Andrade “Havemos de Amanhecer” com a dramaturgia e direção de João Paulo Lorenzon no Teatro Viga Espaço Cênico.